Desumidificador de Ar Para Mini Farmácias

Desumidificador de Ar Para Mini Farmácias
Desumidificador de Ar Para Mini Farmácias

É só você passar mal que aparece alguém da sua família oferecendo um remédio, não é mesmo?

Saiba que isso não acontece só com você, o costume de ter medicamentos guardados em casa é comum entre os brasileiros e já existe há muito tempo. Trata-se de uma mini farmácia que comporta xaropes, comprimidos e pomadas para tratar um mal-estar, uma dor de cabeça, um machucado e até aquela gripe que surge de vez em quando.

A farmácia caseira de cada um varia de acordo com a necessidade dos moradores da casa, sejam eles bebês e crianças, diabéticos ou pessoas que sofrem com doenças crônicas.

Dentre os remédios e itens de higiene mais comuns na casa dos brasileiros, estão: merthiolate, anti-séptico, remédio para dor de cabeça, álcool, algodão, soro fisiológico, água oxigenada e colírio.

 

 

É muito importante reforçar que devemos ficar atentos às informações que circulam por aí sobre a forma como devemos ingerir qualquer tipo de remédio. Os comprimidos, por exemplo, só podem ser tomados com água e só devemos cortá-los ao meio com indicação de um profissional. Abrir cápsulas então? Nem pensar. Todas essas indicações estão na bula e devem ser lidas atentamente.

E se tem uma regra que vale para todos, é que: não podemos misturar bebidas alcoólicas com medicamentos. A ingestão de ambos ao mesmo tempo pode sobrecarregar o fígado e impedir a metabolização de substâncias. Além disso, a interação medicamentosa que consiste no uso de dois remédios juntos, também pode ser prejudicial, já que um pode alterar ou diminuir os efeitos terapêuticos do outro.

O acompanhamento médico se faz necessário por esses e outros milhares de motivos. Nada há de melhor do que ter ao seu lado um profissional para realizar exames e dar o diagnóstico correto, uma vez que o consumo exagerado, o desperdício e a automedicação são problemas sérios. Tomar remédios errados e em quantidades inadequadas pode piorar seu problema de saúde.Os xaropes, comprimidos e pomadas que temos em casa devem ser usados em situações como primeiros socorros e imprevistos do dia a dia.

 

 

Agora, se a preocupação é como manter esses medicamentos em ordem e garantir que eles sejam eficientes ou pelo menos diminuam suas dores, é preciso se ater a algumas questões importantes.

Se você já tem sua farmácia doméstica ou está pensando nessa possibilidade, saiba que o primeiro passo é verificar o prazo de validade de cada produto. Os vencidos devem, inclusive, ser descartados da forma correta para que não contaminem o meio ambiente e nem prejudiquem outros seres vivos.

Uma boa opção é verificar se a farmácia perto da sua casa realiza a coleta desse tipo de material ou se existe algum outro ponto na região que faça esse trabalho. Enquanto objetos cortantes são levados para descontaminação e seguem para aterros, os restos de medicamentos são queimados em uma usina preparada especialmente para isso.
Você também deve prestar atenção ao lugar escolhido para armazenar os remédios, além de fazer a separação e o descarte da forma correta.

Hoje em dia, existem até mesmo profissionais especializados nisso, prontos para etiquetar, agrupar e otimizar esse espaço.

Os lugares secos, arejados e longe da altura de crianças e animais de estimação são o ideal. Além disso, cada um dos fármacos deve estar acompanhado de sua bula e de preferência ser guardado em caixas que possam ser substituídas caso ocorra um vazamento.

Muitas pessoas optam por colocar esses remédios dentro do banheiro, na cozinha e mal sabem elas que a temperatura alta e a umidade presente nesses locais prejudicam a eficiência dos medicamentos. Entre as alterações físicas e químicas mais comuns que ocorrem em decorrência do excesso de umidade, estão:

Comprimidos, ampolas, cremes e pomadas, efervescentes

Entre os outros problemas que podem ser causados pelo excesso de umidade, certamente o mofo e o bolor são os mais graves. As manchas surgem em decorrência da presença de fungos (saiba mais sobre os fungos) e causam danos por onde passam. Esses microrganismos encontram nas caixas, gavetas e armários pouco ventilados, sem iluminação e com muita umidade, o ambiente perfeito para se proliferarem. O prejuízo diante deles é certo, os remédios acabam indo para o lixo sem nem ao menos serem usados.

O alerta é para quem acredita que tomar um medicamento vencido há poucos dias ou com uma aparência meio estranha não vá fazer mal. Enganam-se aqueles que pensam assim, além de perder a eficiência, as substâncias desses medicamentos podem se tornar tóxicas e causar efeitos colaterais. Entre as consequências, estão: enjoo, vômitos e nos casos mais graves as lesões gástricas e o choque anafilático. No caso de pomadas, a pele pode ficar vermelha e com manchas.

Remédio

Se diante disso tudo você está se perguntando então como fazer para manter o local de armazenamento da sua farmacinha com a umidade do ar controlada e evitar todos os problemas citados acima... Calma, existe uma solução muito prática para isso.

O uso dos desumidificadores de ambiente é a resposta, é que os Desumidificadores Desidrat da Linha Compact foram desenvolvidos especialmente para ajudar a preservar bens, objetos e materiais dentro de pequenos espaços. Independente do tamanho da caixa ou do armário em que sua mini farmácia fique, existe um desumidificador Desidrat que pode e deve ser usado ali.

Saiba como controlar a umidade de outros ambientes:

CLOSETS E GAVETAS

BANHEIRO

QUARTO

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet