Desumidificador de Ar Combate a Ação dos Fungos

Desumidificador de ar Combate a Ação dos Fungos
Desumidificador de ar Combate a Ação dos Fungos

Os fungos desempenham um papel essencial na natureza e são fundamentais para o ecossistema do planeta. São mais de 80.000 espécies e algumas são usadas em diversos setores, desde a indústria farmacêutica, até a produção de alimentos. Entretanto, alguns desses seres microscópicos podem causar sérios problemas de saúde.

Pessoas com sistema imunológico mais frágeis, como gestantes, crianças e idosos estão mais suscetíveis a esses riscos. No entanto, mesmo uma pessoa forte e saudável, se for exposta a um ambiente insalubre por um longo período, corre sérios perigos.

O que é fungo? Como ele se prolifera?

Os fungos são classificados hoje como parte do Reino Fungi. Eles se alimentam de matéria orgânica, viva e morta, podendo ser encontrados no solo, na água ou no ar, em diferentes regiões do mundo.

A reprodução dos fungos pode ocorrer de duas formas: assexuada, que se dá pela fragmentação do micélio ou produção de esporos, ou sexuada, onde há a fusão de hifas de organismos distintos. Eles se formam em colônias e, quando estão na fase adulta, se eclodem espalhando os esporos pelo ar.

Esses esporos, quando inalados, causam alergias respiratórias. Eles ficam suspensos no ar e se assentam nas superfícies, iniciando uma nova colônia.

Fotografia close-up de fungos e seus esporos

Como o mofo e o bolor interferem no dia a dia?

Os fungos têm um importante papel na natureza, na economia, na medicina e no próprio alimento. Alguns exemplos disso são os fungos orelhas-de-pau (Pycnoporus sanguineus), que além de serem decompositores, também apresentam propriedades medicinais, e os champignons, que são cogumelos comestíveis.

No entanto, alguns fungos também dão muita dor de cabeça. É o caso do mofo e do bolor, que são um grupo de fungos que, além de trazer mau-cheiro e acabar com móveis, objetos e roupas, também podem provocar o agravamento de doenças como rinite, sinusite, bronquite e asma.

No geral, os fungos precisam de condições que propiciem sua sobrevivência. Espaços com pouca ou nenhuma luminosidade, baixa ventilação e, principalmente, a alta umidade, são perfeitos para isso.

O vapor do banheiro na suíte, ou do cozimento dos alimentos na cozinha são agravantes ideais para esses microrganismos devido ao acúmulo de umidade. E quando está acima de 65%, a umidade pode aumentar a proliferação de bactérias e fungos em 40%.

Qual a diferença entre bolor e mofo?

O bolor e o mofo são os tipos de fungos mais comuns dentro de casa, e não, eles não são a mesma coisa. O mofo é o estágio mais avançado do bolor. Veja a diferença:

Bolor - Caracterizado por manchas em tonalidade acinzentada ou esverdeada, o bolor tem aquele aspecto aveludado que fica na superfície afetada.

Mofo - Caracterizado pela presença de pontinhos pretos bem difíceis de serem retirados, o mofo normalmente corrói tudo o que atinge.

Manchas de mofo corroendo teto

Quais são as doenças causadas por fungos?

Presentes na pele, couro cabeludo, unhas, axilas e ouvidos, os fungos podem causar mais problemas de saúde do que se imagina. Veja algumas doenças causadas por fungos:

Pano branco - Causada pelo fungo Malasseziafurfur, também é conhecida como micose de praia. Impede a produção de melanina, provocando manchas brancas e arredondadas na pele, principalmente no pescoço, braços, abdômen e tronco. O tratamento é feito através do uso de medicamentos indicados por dermatologistas.

Tinha - Causada por fungos como Trichophyton, Microsporum ou Epidermophyton, a tinha pode provocar lesões de tom avermelhado que costumam coçar, descascar, e podem surgir desde os dedos dos pés, até o couro cabeludo. Se espalham de forma rápida e são contagiosas. As pomadas antifúngicas e os comprimidos são os tratamentos mais comuns.

Onicomicose - Mais conhecida como micose, ou ainda, fungo na unha, a doença pode afetar as unhas das mãos e dos pés, sendo o dedo maior o ponto mais vulnerável à infecção. Só a aparência da unha não é suficiente para determinar que se está com a doença, para isso é necessário um diagnóstico médico.

Aspergilose - Causada pelo fungo Aspergillus Fumigatus, a doença afeta principalmente os pulmões e pode provocar alergias que dificultam a respiração. Esse tipo de fungo pode ser encontrado em casa, em lugares como cantos de paredes e banheiros que costumam ser bem úmidos.

No corpo, o fungo se instala na cavidade nasal e nos seios da face, onde causa lesões conhecidas como bolas fúngicas e provoca tosse, falta de ar e até mesmo secreção com sangue.

Meningite Fúngica - É adquirida através da inalação de esporos, que passam pelos pulmões até chegarem às meninges (membranas que envolvem tanto o cérebro, quanto a medula espinhal).

Apesar de não ser contagiosa, o caso clínico da doença é considerado grave e nenhuma vacina foi desenvolvida ainda para prevenção. Febre, dor de cabeça, rigidez no pescoço, confusão mental, fotofobia e vômito são os principais sintomas.

Peniciliose - Quando inalado, o fungo Penicillium Marneffei causa a doença que atinge órgãos vitais do corpo, como fígado, rins e pulmões. Grave, principalmente em pessoas com imunidade baixa, a peniciliose provoca perda de peso e muitas lesões na pele.

Histoplasmose - Também conhecida como pneumonia dos fungos, essa doença atinge principalmente o pulmão do paciente e, em casos mais graves, pode provocar meningite e problemas no coração.

Causada pelo fungo Histoplasma capsulatum, ela é transmitida através da inalação de esporos geralmente encontrados nas fezes de morcegos e pássaros.

Mulher tossindo devido a esporos de fungos

O que fazer para acabar com os fungos?

Os microrganismos precisam de água para sobreviver, é a condição básica da vida. Por isso, ao controlar a umidade do ar do ambiente, também se impede a proliferação de novas colônias.

Geralmente, os fungos só se tornam um incômodo dentro de casa quando causam problemas visíveis a olho nu e ameaçam a saúde. Por dia, o ser humano respira cerca de 6 litros de ar e a maioria das pessoas não se atém quanto à qualidade do ar em espaços fechados.

Um exemplo disso é o uso do ar-condicionado sem os devidos cuidados. Sem a limpeza adequada dos filtros, o aparelho é suscetível a acumular fungos, bactérias e ácaros, espalhando-os pelo ambiente.

Para acabar de vez com esses microrganismos que podem fazer mal à saúde, além de manter a limpeza em dia, é preciso manter o ambiente sempre bem iluminado, ventilado e livre do excesso de umidade.

O indicado para ter uma casa segura é usar um desumidificador de ar. Unindo tecnologia e praticidade, substitui perfeitamente os velhos hábitos de ter que deixar portas de armários e gavetas abertas, e colocar roupas no sol para tirar mofo.

Como se prevenir dos fungos? Como evitar que eles cresçam?

Há 36 anos no mercado, o desumidificador Desidrat é um equipamento ideal para quem busca soluções efetivas, duradouras e não aguenta mais recorrer às receitas da internet na esperança de que seu problema seja resolvido.

É perfeito para quem sofre com doenças respiratórias, que podem se agravar devido à presença de fungos, pois controla a umidade entre 50% e 60%, conforme indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir um ar mais saudável.

Além disso, os desumidificadores Desidrat possuem a eficiência atestada pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP referente à eliminação de fungos e ácaros do ambiente. Assim, preservam tanto a saúde, quanto os bens materiais.

Se houver mais de um cômodo com necessidade de tratamento, é possível fazer o rodízio do equipamento. Como o ciclo de vida dos fungos é em média de 30 dias, após esse período é só deixar o produto 7 dias em cada ambiente, retornando ao local inicial antes de 30 dias.

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Ao usar o formulário, você concorda com a nossa política de privacidade

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para guardar estatísticas de visitas e assim melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar