Desumidificador de Ar Combate a Ação de Fungos

Desumidificador de Ar Combate a Ação de Fungos
Desumidificador de Ar Combate a Ação de Fungos

Os fungos são classificados hoje como parte do Reino Fungi, mas esses seres vivos já foram considerados vegetais e são material de estudo da ciência desde a época de Aristóteles, no século IV A.C. Eles se alimentam de matéria orgânica viva, morta e podem ser encontrados no solo, na água ou no ar, em diferentes regiões do mundo.

De vários formatos, cores e tamanhos, os fungos também têm seu papel na natureza e na economia. Existem muitos tipos de fungos e exatamente por esse motivo que os ciclos de vida são diversos, assim como a forma como se alimentam. Mas, no geral, eles precisam de ambientes com mais de 70% de umidade, sem luz e pouca ventilação para se reproduzirem. No geral, o ciclo de vida dura em torno de 30 dias.

Eles são extremamente importantes em vários setores da indústria, alguns são utilizados na produção de alimentos como queijos e pães e outros na produção remédios como antibióticos.

Apesar disso, é preciso ficar esperto! Alguns fungos também dão muita dor de cabeça. Em forma de mofo e bolor eles podem acabar com móveis, objetos e roupas; dentro do nosso corpo alguns deles podem provocar doenças como meningite fúngica, dermatite e micoses.

Sabe aquele cômodo da sua casa que vive quase sempre com a porta fechada, é abafado e raramente tem as janelas abertas para receber um pouco de luz e ar puro que vem de lá de fora?

Então, ele é o ambiente ideal para esse microrganismos devido acúmulo de umidade. E quando a umidade do ar está acima de 65%, a proliferação de bactérias e fungos aumenta em 40%. Além de paredes, eles atingem móveis e tecidos. O mofo e o bolor são os tipos de fungos mais comuns dentro de casa, e não, eles não são a mesma coisa.

Mofo – E comum encontrá-lo principalmente dentro de armários, gavetas e em roupas. Caracterizado pela presença de pontinhos pretos que são bem difíceis de serem retirados, o mofo normalmente corrói as peças e móveis que atinge.  O coro, os tecidos brancos e as peças de lã são alguns dos materiais mais suscetíveis à sua ação.

Normalmente as dicas de como tirar mofo de roupa consistem em deixar portas de guarda-roupas abertas e colocar as peças de roupa no sol por pelo menos uma hora. Pedaços de giz e potes de sílica também são bem usados, mas o gasto com esses produtos é diário e nem sempre o resultado é o que se espera.

Nas paredes o mofo aparece pelo mesmo motivo, excesso de umidade e falta de ventilação. O problema tende a piorar se as infiltrações forem comuns. Em casos assim, geralmente reboco e pedaços de tinta acabam se soltando.

Bolor – Caracterizado por manchas em tonalidade acinzentada ou esverdeada, o bolor infecta principalmente a parte de trás de móveis como sofás e poltronas. Muitas vezes, até que alguém note sua presença as manchas já terão atingido as fibras do estofamento e não poderão ser removidas totalmente.

 

 

Quais as doenças que os fungos causam?

Presentes na nossa pele, couro cabeludo, unhas, axilas e ouvidos, os fungos podem causar mais problemas de saúde do que você imagina. Além da micose que afeta os lugares mais úmidos e ricos em queratina no nosso corpo, ao ultrapassar as barreiras de proteção criadas pelo nosso sistema imunológico, eles causam doenças que muitos de nós até conhecem, mas não sabem a origem e nem as consequências:

-Pano branco: Causada pelo fungo Malasseziafurfur,a doença também é conhecida como micose de praia e provoca manchas geralmente brancas e arredondadas na pele. Essas manchas surgem porque o fungo impede a produção de melanina quando a pessoa é exposta ao sol. Atinge principalmente pescoço, braços, abdômen e tronco. O tratamento é feito através do uso de medicamentos indicados por dermatologistas.

Tinha – outra doença que acomete a pele, a Tinha é causada por fungos como Trichophyton, Microsporum ou Epidermophyton e pode provocar cinco tipos de lesões que surgem em lugares do corpo que vão desde os dedos dos pés até o couro cabeludo. De tom avermelhado, as lesões costumam coçar e descascar. Além é claro de se espalharem de forma rápida e serem muito contagiosas. Nesse caso, as pomadas antifúngicas e os comprimidos são os tipos de tratamento mais comuns.

Aspergilose: Causada pelo fungo Aspergillusfumigatus a doença afeta principalmente os pulmões e pode provocar alergias que dificultam a respiração. Vale ressaltar que esse tipo de fungo é encontrado dentro de casa, em lugares como cantos de paredes e banheiros que costumam ser bem úmidos. Já no nosso corpo, o fungo se instala na cavidade nasal e nos seios da face, onde causa lesões conhecidas como bolas fúngicas e provoca tosse, falta de ar e até mesmo secreção com sangue.

Meningite Fúngica: Adquirida através da inalação de esporos (pedaços de fungos), esse tipo de meningite não é transmitida de pessoa para pessoa. Dentro do nosso corpo os esporos passam pelos pulmões até chegarem às meninges (membranas que envolvem tanto o cérebro quanto a medula espinhal). Febre, dor de cabeça, rigidez no pescoço, confusão mental, fotofobia e vômito são os principais sintomas. O caso clínico da doença é considerado grave e nenhuma vacina foi desenvolvida ainda como forma de prevenção.

Peniciliose: Quando inalado, o fungo PenicilliumMarneffei causa a doença que atinge órgãos vitais do corpo, como fígado, rins e pulmão. Grave principalmente em pessoas com imunidade baixa, a Peniciliose provoca perda de peso e muitas lesões na pele.

Histoplasmose: Essa doença fúngica atinge principalmente o pulmão do paciente. Causada pelo fungo Histoplasmacapsulatum ela é transmitida através da inalação de esporos, os fungos geralmente são encontrados nas fezes de morcegos e pássaros. Em casos mais graves, a doença pode provocar meningite e problemas no coração.

 

O que fazer para acabar com os fungos?

Geralmente os fungos só se tornam um incômodo dentro de casa quando causam problemas visíveis a olho nu. Isso acontece porque a maior parte das pessoas não se atém a qualidade do ar em ambientes fechados, acreditam que apenas o ar condicionado (Veja a diferença do ar condicionado x desumidificador) é capaz de dar conta do recado ou pouco sabem sobre a relação entre os fungos e as doenças citadas acima.

Por isso tantas pessoas costumam recorrer a receitas caseiras feitas com vinagre, limão, óleo de orégano e até iogurte. Mas, é aí que está o erro. Essas receitas agem apenas para minimizar os estragos causados pelo mofo, bolor e mau cheiro em bens materiais, mas não são capazes de eliminar os fungos.

Para acabar de vez com esses microrganismos que podem fazer mal à sua saúde e causar perda de objetos de valor é preciso manter o ambiente sempre bem iluminado, ventilado e ter a umidade do ar controlada.

O indicado mesmo é usar um desumidificador de ar que unindo tecnologia e praticidade substitui perfeitamente o velho hábito de ter que deixar portas de armários e gavetas abertas e colocar roupas no sol. Ao controlar a umidade relativa do ar, o desumidificador de ar impede que fungos, bactérias e outras impurezas como ácaros encontrem na sua casa o ambiente perfeito para se reproduzirem.

Há 30 anos no mercado, o desumidificador Desidrat é um equipamento ideal para quem busca soluções efetivas, duradouras e não agüenta mais recorrer às receitas da internet na esperança de que seu problema seja resolvido. Para gavetas, por exemplo, o Desidrat Cristal é uma opção muito mais sustentável e econômica, já que equivale a 120 potes de sílica.

E caso você sofra com doenças respiratórias como asma, rinite ou sinusite que podem surgir ou ter o caso clínico agravado devido à presença de fungos, cuidar da qualidade do ar é mais importante ainda.

O desumidificador de ar vai fazer toda a diferença. Afinal, manter a umidade nos níveis indicados pela OMS - Organização Mundial da Saúde (entre 50% e 60%) dentro de um ambiente também é um jeito de evitar reações alérgicas e garantir saúde e bem-estar para todos.

Para te livrar de todo mal que um fungo possa trazer, os desumidificadores Desidrat reúnem num equipamento toda a tecnologia capaz de conter esse inimigo poderoso. 

 

Quer saber como escolher o desumidificador de ar ideal para você? Assista ao vídeo:

Dúvidas? Entre em contato com um de nossos consultores pelo telefone (11) 5681-8000 ou preencha o formulário abaixo:

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet