Desumidificador para Frutas Secas

Desumidificador para Frutas Secas
Desumidificador para Frutas Secas

A procura cada vez maior por frutas desidratadas e o crescimento do mercado nos últimos anos, impulsionado pela busca por um estilo de vida mais saudável, exige o uso de métodos modernos para otimizar a produção. Acelerar o processo de secagem das frutas é a saída ideal para quem deseja aumentar sua produção e atender um público maior sem diminuir a qualidade dos seus alimentos.

Apesar de serem inúmeros os métodos naturais e artificiais utilizados para desidratar alimentos, todos ocorrem de forma lenta e gradual, exigindo programação principalmente por parte dos fabricantes artesanais e limitando a quantidade de produção. A secagem das frutas feita da forma correta, elimina ameaças microbianas, químicas e enzimáticas além de proporcionar um outro destino aos alimentos com irregularidades em seu formato e tamanho.

Tal qual a escolha de frutas em bom estado e a atenção quanto ao tempo de maturação, o cuidado com as condições climáticas do ambiente são fundamentais para preservar a cor, sabor e textura dos alimentos secos. A medida que a desidratação ocorre de forma correta, os riscos de proliferação de microrganismos, como fungos diminuem e a conservação a longo prazo é garantida.

Uma produção de boa qualidade preza pela preservação de características nutritivas e sensoriais desde a manipulação até embalagem, estocagem e comercialização. O menor sinal de umidade em excesso durante estas etapas pode significar contaminação por fungos, descarte de alimentos e embalagens, gerando assim prejuízo financeiro.

Riscos à qualidade das frutas secas

Para atender aos pedidos de supermercados, casas de produtos naturais, feiras livres, restaurantes e ainda entregar frutas desidratadas de qualidade e devidamente embaladas, é necessário eliminar todo e qualquer risco relacionado à umidade de todos os ambientes. Caso contrário, não será possível suprir as demandas de cada estabelecimento comercial e fornecer os pedidos dentro do tempo correto.

Os ambientes quentes e com umidade relativa do ar alta, se tornam ideais para proliferação de fungos. A dissertação de mestrado de Beatriz Lamanaka em Engenharia de Alimentos na UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas identificou a presença de micotoxinas advindas de fungos do tipo Penicillium, Aspergillus e Fusarium em figos, uvas-passas, ameixas e tâmaras. A presença do fungo de tipo Afloxitocina principalmente em oleaginosas também é uma consequência séria da produção e armazenamento em locais úmidos.

Os riscos prosseguem também à fase de embalagem das frutas, uma vez que quando feita em ambientes com essas mesmas condições de umidade, favorece o contato dos microrganismos nocivos presentes no ar com o alimento dentro da embalagem.

As consequências são inúmeras e podem atingir produtores, importadores, estabelecimentos e consumidores. Toda cadeia é prejudicada pela falta de controle de umidade na produção de frutas secas. Se como produtor você não foi afetado pela perda de grande quantidade de matéria-prima ao detectar fungos logo no começo da produção, continue atento pois os níveis de umidade no Brasil são sempre acima do recomendado.

E uma vez que contaminados pelos fungos citados acima, os lotes de frutas secas produzidos aqui ou advindos de outros países não passarão na análise determinada pelo MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o destino dos produtos é incerto, colocando a perder todo seu investimento.

Como garantir o controle de qualidade e otimizar a produção de frutas desidratadas?

Atender às determinações impostas por órgãos fiscalizadores para produção e comercialização de alimentos é fundamental para se manter vivo no mercado e oferecer produtos de ótima qualidade e que se destaquem entre os demais. Para além da garantia de segurança em todas as etapas da produção e armazenagem de frutas secas, o controle de umidade acelera processos e permite ao comerciante atender pedidos maiores sem que enfrente dificuldades quanto às questões de higienização.

De forma prática e eficaz, tal controle é permitido e assegurado através do uso de um Desidrat, equipamento que permite determinar o nível de umidade ideal a cada fruta sem que seja necessário monitorar frequentemente o estado de secagem. A umidade pode variar de 10% a 40% como ideal. Uma vez que o desumidificador Desidrat começa a funcionar dentro de qualquer local, ele elimina focos de proliferação de fungos e qualquer chance de contaminação ou alteração física e química de alimentos.

Cliente da Thermomatic Abílio Campos Peixe, proprietário da Sabor da Natureza afirma: “Antes de usarmos o Desidrat o processo era muito lento, o equipamento tornou o processo mais rápido, hoje usamos a metade do tempo para acelerar a secagem.”

Desenvolvido para atender pequenas, médias e grandes produções, o desumidificador de ar é capaz de manter a umidade relativa do ar estável dentro de indústrias, galpões de armazenagem e também em pequenas e artesanais fábricas, onde grande parte do trabalho ainda é manual.

Para descobrir o modelo ideal para o seu negócio e garantir que os padrões de higiene e qualidade ideais para a sua produção sejam atendidos, agente uma visita técnica.

Entre em contato com nossos consultores.

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Ao usar o formulário, você concorda com a nossa política de privacidade

Desumidificadores Desidrat.

Quem usou, aprovou!

Confira abaixo alguns de nossos desumidificadores para frutas secas:

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para guardar estatísticas de visitas e assim melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar