Como proteger livros da umidade?

Desumidificador para Livros
Desumidificador para Livros

Livros digitais e leitores virtuais se tornaram febre entre os amantes de uma boa leitura devido praticidade e economia que oferecem. Contudo, há quem prefira ter o físico em mãos, livros com capa dura e que em casa tenha algumas estantes reservadas para esses itens. Em casos como esse, o controle de umidade para evitar que ácaros, fungos e insetos tomem conta das folhas, é um dos cuidados exigidos para garantir sua durabilidade ao longo dos anos.

Apresentados a nós enquanto ainda somos crianças, os livros fazem parte de todas as fases da nossa vida. Desde o processo de alfabetização, passando pela leitura de temas infanto-juvenis e obras clássicas do vestibular até os exemplares de cunho profissionalizante. São muitas as narrativas que podem marcar fases das nossas vidas.

Com um livro em mãos, o desfrute de uma boa história se torna uma experiência e tanto. São inúmeras as sensações que o cheiro das folhas, as cores e formatos das ilustrações podem provocar. A identificação com personagens do livro, o senso de pertencimento e o vínculo com o universo apresentado nos capítulos é que fazem com que a leitura se torne um hábito e leve algumas pessoas a guardar os livros.

Feitos de materiais delicados, os livros exigem certos cuidados para que capas, brochuras, desenhos e trechos importantes não sejam perdidos. Normalmente livros da prateleira são encostados na parede, e eles estão suscetíveis a ação da umidade.

Existe alguma dica para conservá-los melhor?

Para conservar livros é essencial:

Utilizar um pano seco para limpá-los;

Ao manuseá-los, procure estar com as mãos limpas;

É preciso guardá-los em uma estante, o ideal é colocar os livros na vertical;

Verifique a ventilação do local pelo menos uma vez por semana;

Não guarde seus livros em sacos plásticos, o ideal é deixá-los respirar.

Além do controle de temperatura e da limpeza frequente, é bom se ater ao excesso de umidade nos locais onde deixamos nossos livros. A formação de páginas onduladas e pequenas rugas nas folhas são os primeiros sinais de que algo está errado. E quando somada a falta de iluminação e pouca ventilação, a umidade alta também favorece a proliferação de fungos, provocando danos muito maiores do que os citados acima.

Apesar de o fungo ser presente na natureza, ele também é encontrado em ambientes domésticos. Sua presença é normalmente associada ao mofo e ao bolor que surgem em móveis, objetos e principalmente roupas. Mas, essas manchas também aparecem em livros, com uma frequência muito maior do que podemos imaginar e com o passar do tempo só piora.

Quantas vezes, ao folhear as primeiras páginas de um livro, você já não sentiu mau cheiro e começou a espirrar instantaneamente? Pois é, isso já é um sinal que indica a presença de fungos no objeto. A partir de então, é questão de tempo para que as manchas em tom acinzentado e esverdeado avancem sobre a estrutura dos livros.

Mas o fungo não é o único problema que pode surgir do excesso de umidade. A traça, um dos insetos mais antigos do mundo, encontra nesses locais o ambiente perfeito para viver. Inclusive, as 370 espécies da Ordem Thysanura são popularmente chamadas de “traças de livro”. Os principais alimentos desses seres de tamanho quase microscópico são papel e papelão. Cada traça demora em média três meses para se tornar adulta e seu tempo de vida é de até quatro anos.

Ao atingir principalmente os livros que são abertos com pouca frequência, as traças começam a comer as folhas e a tinta que dá cor às palavras ali escritas. Folhas amareladas e despedaçadas denunciam o resultado que aparece um tempo depois da ação desses insetos. A principal consequência é o descarte do livro, pois nenhuma história faz sentido se estiver incompleta.

Vale lembrar que os riscos oferecidos pelo excesso de umidade atingem também as estantes e prateleiras feitas de madeira, já que esse material é higroscópico, ou seja, absorve toda a água presente no ambiente. E, além de inchar, a madeira também sofre com a ação dos fungos e das traças que já citamos anteriormente.

 

Como acabar com a umidade nos livros? Como manter os livros conservados? Como proteger livros de traças e cupins?

Há quem invista em receitas caseiras para não absorver a umidade. Mas, nem opções e sugestões como passar bicarbonato de sódio nas folhas, secar livro com secador, secar livro no microondas e até colocá-los imersos na areia dos gatos parecem resolver.

Controlar a umidade é a solução mais eficaz que alguém que quer conservar livros pode adotar. A presença de um desumidificador de ar Desidrat no ambiente é mais do que suficiente para impedir a proliferação de fungos e o surgimento de traças. Principalmente em bibliotecas que têm grandes quantidades de livros.

Ao manter os níveis de umidade entre 50% - 60%, o Desidrat ajuda a garantir a qualidade do ar que respiramos, deixando-o livre de microrganismos nocivos aos livros e também à nossa saúde.

Seu uso contínuo impede que manchas e irregularidades apareçam e ainda assegura a longevidade dos livros.

Para saber qual modelo atende às necessidades para cuidados com o livro, fale com um de nossos consultores para a indicação do melhor Desidrat.

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Ao usar o formulário, você concorda com a nossa política de privacidade

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para guardar estatísticas de visitas e assim melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar