Desumidificador de Ar para Cultivo de Orquídeas

Desumidificador de Ar para Cultivo de Orquídeas
Desumidificador de Ar para Cultivo de Orquídeas

Conhecidas por sua beleza exuberante, as orquídeas são flores ornamentais que possuem tanto funções estéticas, na decoração dos ambientes, quanto funções alimentícias (como as plantas do gênero Vanilla planifolia, que produzem a baunilha). Com mais de 25 mil espécies diferentes, as orquídeas vêm da maior e mais variada família de plantas florais do mundo.

No Brasil, a profissionalização do cultivo de flores e plantas tem sido cada vez mais relevante na agricultura. Segundo pesquisas realizadas pelo Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura), o país possui em torno de 8 mil produtores de flores e plantas, sendo um importante fator para a economia brasileira.

A produção de orquídeas geralmente é feita em estufas. Desde a plantação das mudas até chegar no ponto de venda, o tempo estimado é de 1 ano e 8 meses de cultivo, se tudo der certo. E para garantir a qualidade das flores para o consumidor final, é preciso fornecer as condições climáticas ideais durante todas as etapas do processo.

A influência da alta umidade no cultivo de orquídeas

O controle de umidade no cultivo de orquídeas é essencial para garantir o desenvolvimento correto das flores, preservar seus nutrientes fundamentais para seu crescimento e evitar uma série de doenças fisiológicas. Embora as orquídeas, em sua maioria, sejam estimuladas por climas úmidos, o excesso de umidade pode ser altamente prejudicial.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a umidade acima de 90% é prejudicial às plantas, pois proporciona condições favoráveis à condensação de água sobre a superfície das folhas, ocasionando o desenvolvimento de doenças fúngicas. A alta umidade em orquídeas pode causar problemas como:

Mofo cinzento em uma Orquídea

Mofo cinzento

O mofo cinzento é uma doença fúngica muito comum que acomete orquídeas e outras plantas ornamentais. Afeta principalmente flores e frutos, mas também pode atingir as folhagens.

O mofo cinzento possui esse nome, pois é caracterizado pela aparência semelhante a de um algodão acinzentado. Causa descoloração dos tecidos, necrose de pontas, e bordas de folhas. Surge quando os níveis de umidade alcançam de 90% a 100%.

Manchas e lesões em uma Orquídea

Manchas e lesões

A antracnose é uma doença fúngica caracterizada por manchas e lesões sobre os órgãos afetados, que podem ser folhas, hastes, botões florais, frutos e pecíolos (caules). Em estágios avançados, pode causar o apodrecimento das plantas. É um distúrbio favorecido pela umidade relativa entre 80% e 90%.

Ferrugem em uma Orquídea

Ferrugem

Assim como o mofo cinzento e a antracnose, a ferrugem é uma doença causada por fungos. Caracteriza-se pelo surgimento de manchas amareladas principalmente na face inferior, que são cobertas por um pó amarelo-alaranjado (estruturas do fungo), resultantes da destruição da clorofila no local atacado.

As ferrugens podem produzir hipertrofias, deformações florais e tumores, que debilitam a planta e destroem seu valor ornamental. Não costumam matar a planta, mas causam grande enfraquecimento. Surgem com a umidade relativa do ar acima de 80%.

Garanta a qualidade das orquídeas e a lucratividade do negócio

O excesso de umidade, no local de cultivo e armazenamento de orquídeas, favorece a proliferação de fungos que causam doenças. Estes distúrbios as enfraquecem e podem até levar à perda total da planta. Tratando-se da comercialização de uma flor ornamental, um ambiente saudável é sinônimo de qualidade e beleza, encantando os clientes e, consequentemente, trazendo lucratividade para o negócio.

Com a finalidade de garantir a qualidade das plantas, a armazenagem deve ser realizada após a colheita, verificando para que o material esteja sem manchas ou ferimentos. Além disso, a área de armazenamento deve estar sempre higienizada, fresca e seca, livre do excesso de umidade em paredes, tetos e pisos.

Para assegurar as condições de umidade adequadas para a conservação de cada espécie de orquídea, e evitar a proliferação de fungos e bactérias durante a estocagem, é recomendado o uso de um desumidificador de ar Desidrat.

Além de evitar prejuízos, ter um desumidificador é uma vantagem competitiva para garantir a qualidade da planta. O equipamento também controla o florescimento das mudas para serem comercializadas durante todo o ano, e não somente em épocas específicas.

Esse controle é feito através da desumidificação do ambiente, já que as orquídeas necessitam de uma atmosfera úmida para se desenvolver (entre 60% e 80%). Ao abaixar a umidade do ambiente, o produtor pode adiar o florescimento de suas plantas e, com isso, estender sua lucratividade para o ano inteiro. Para que as plantas voltem a se desenvolver, basta somente selecionar no desumidificador os níveis de umidade favoráveis.

Confira o depoimento de um de nossos clientes

Quando a umidade está muito elevada, pode haver propagação de fungos e bactérias. Então, os desumidificadores são importantes porque ao baixarmos essa umidade, evitamos o surgimento de doenças nas plantas garantindo sua qualidade, explica o sócio-proprietário da Itapeti Orchids Center, Nelson Kadomoto. A Itapeti produz mais de um milhão de mudas por ano.

A Thermomatic está há mais de 35 anos no mercado trazendo soluções para inúmeros segmentos. Possui desumidificadores de ar na linha industrial capazes de atender ambientes de até 25 000 m³.

Saiba qual é o modelo de desumidificador de ar ideal para utilizar em sua produção de orquídeas, entre em contato conosco e agende uma visita técnica com nossos consultores!

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Para evitar doenças nas folhas das orquídeas, adquira o desumidificadores Desidrat:

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet