Desumidificador para Cozinha

Desumidificador para Cozinha
Desumidificador para Cozinha

Excesso de umidade na cozinha

Quem não se lembra das delícias preparadas na cozinha para um almoço de domingo com a família reunida ou das guloseimas feitas durante uma tarde na casa da avó? Sim, a cozinha de fato é um lugar especial, capaz de despertar a memória afetiva de todos nós.

Seja americana, aberta, retrô, minimalista... São inúmeros os estilos que esse cômodo pode assumir, mas uma coisa é certa: para que as delícias que você come sejam preparadas e a comida seja bem guardada, é preciso ter alguns cuidados.

Hoje em dia, encontramos eletrodomésticos modernos, utensílios coloridos e móveis feitos de todos os tipos de material que podemos imaginar, são milhares de opções para montar a cozinha do jeito que gostaríamos, mas nem sempre foi assim.

Essa parte da casa surgiu a partir da necessidade de proteger o fogo usado para preparar alimentos. E com a chegada dos portugueses no Brasil, costumes e utensílios trazidos por europeus foram incorporados às tradições e métodos de preparo dos indígenas.

 

 

Essa situação só começou a mudar a partir do século XVIII, quando o uso da água se tornou mais freqüente, referências da arquitetura européia e novos utensílios chegaram às casas de membros da corte e ricos fazendeiros e comerciantes.

Além disso, já no século XX com a chegada dos eletrodomésticos, a cozinha começou a tomar o formato como conhecemos hoje. A partir daí nascia o hábito dos brasileiros de passar boa parte do tempo na copa, para esperar que as refeições fossem prontas, conversar e até ajudar as crianças a fazer o dever de casa.

Vale lembrar que a rotina de limpeza e a higienização desse lugar também se desenvolveram com o passar do tempo. Algumas invenções permitiram preservar a comida e produtos de limpeza foram desenvolvidos para ajudar a desengordurar móveis e talheres de uma forma mais fácil.

Apesar disso, alguns problemas ainda insistem em surgir. A falta de espaço e desorganização, por exemplo, são questões que podem ser facilmente resolvidas e na maioria das vezes não provocam perdas, desgastes e prejuízo financeiro. Já no caso de problemas causados pela presença de microrganismos, as consequências são outras.

Os fungos (leia mais sobre), invisíveis a olho nu, encontram na cozinha o ambiente ideal para viver e provocam o surgimento de mofo (veja como ele aparece), bolor e mau cheiro dentro de armários, na gaveta da geladeira, nas toalhas de mesa e até em panos de prato. Nesses casos, a perda dos alimentos e deterioração de móveis, principalmente de madeira, é quase que certeira.

E você sabe por que os fungos aparecem na cozinha? Excesso de umidade! Nesse cômodo a falta de ventilação e iluminação dentro dos armários naturalmente favorece sua proliferação, mas quando a umidade relativa do ar fica mais alta, eles se reproduzem de forma rápida e em quantidades maiores.  

O resultado é que eles podem causar manchas acinzentadas e pontinhos pretos nos alimentos e dentro da despensa. Inclusive, isso acontece com mais freqüência durante as estações mais frias do ano, quando fechamos as portas e janelas e todo vapor de água que surge enquanto cozinhamos paira no ar e aumenta a umidade (Veja os perigos da umidade no inverno dentro de casa). 

E não há pano umedecido, pote de sílica e receita caseira que resolva, o risco de contaminação que é alto. Os esporos dos fungos se espalham e cada tipo de alimento exige um cuidado específico. No caso de carnes como bacon e salsicha, pães, doces e frutas macias, o recomendado é mesmo o descarte.

Se você pensa que basta cortar a parte infectada dos alimentos, está enganado. De acordo com o Ministério da Saúde, a origem de 36,9% dos casos de doenças provocadas por comidas e bebidas é o ambiente domiciliar. A higiene pessoal, a forma como preparamos e armazenamos alimentos e sua origem, são fatores que determinam o desenvolvimento das doenças. 

É por isso que alguns cuidados para proteger esse ambiente e reduzir os riscos citados acima já fazem parte da rotina de muitas famílias. Se antigamente costumávamos deixar um pano separado especificamente para secar a pia, hoje é comum encontrar rodinhos no lugar. O lixo, geralmente pequeno e sem tampa deu lugar para lixeiras com pedal que servem para impedir contaminação.

Essas são algumas das medidas que ajudam a manter o lugar limpo e reduzem a quantidade de ácaros (Veja como prevenir a proliferação), fungos e bactérias. Mas, para impedir que esses microrganismos surjam, o importante mesmo é manter a umidade do ar controlada. 

É até comum encontrar pessoas que acreditem que a coifa ou o ar condicionado (Saiba a diferença do desumidificador x ar condicionado) em casa podem ajudar a tirar a umidade, mas esse é um ledo engano. Apesar de muito bons, esses equipamentos não agem diretamente contra a umidade.

Já o desumidificador Desidrat permite selecionar o nível de umidade desejado para impedir que janelas embacem e evitar a perda de alimentos.  A linha completa oferece equipamentos que podem ser usados na sua despensa, dentro de armários ou no próprio cômodo. 

A Linha Compact é indicada para armário, despensa e embaixo da pia.

Já a Linha Smart e Design são indicados de acordo com as variáveis de cada ambiente.

 

GUIA DE COMO ESCOLHER O DESUMIDIFICADOR

 

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Veja os equipamentos mais indicados:

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet