Desumidificador de Ar para Indústria Sucroalcooleira

Desumidificador para Sucroalcooleira
Desumidificador para Sucroalcooleira

A produção de qualidade dos insumos que compõem a indústria sucroalcooleira depende do controle de processos e da minimização de perdas causados pelo meio ambiente ou por falha humana em todos os setores. A pluralidade das atividades que incluem o uso da cana-de-açúcar explicitam a necessidade no que diz respeito às Boas Práticas para sua industrialização e armazenagem.

O menor sinal de falha nessa cadeia central afeta a entrega do produto final ao consumidor, seja ele açúcar para indústria alimentícia, ou etanol como combustível. Além da capacitação de pessoas, é preciso investir em modernizações no que diz respeito aos equipamentos para manutenção preditiva e preventiva.

A susceptibilidade a perigos químicos e biológicos, bem como a presença de materiais estranhos podem interferir na armazenagem de açúcar e etanol. Por isso, o investimento destinado ao planejamento e a supervisão das operações deve considerar o controle dos ambientes, uma vez que a umidade desregulada afeta a qualidade dos produtos finais.

Caso as medidas necessárias não sejam tomadas, as mudanças químicas, a perda de boa parte da matéria-prima que levou entre 12 e 18 meses para ficar pronta e os custos gerados por esses e outros defeitos serão certeiros. E, como 2ª atividade do setor agropecuário mais importante para o país, não se deve permitir que variações climáticas interfiram nos processos.

O impacto da umidade na produção de açúcar e etanol

Utilizado de diversas formas na culinária, o açúcar é um alimento que deve ser preservado longe da umidade. Seja após a sua comercialização ou no momento em que é estocado nas fábricas, o açúcar deve ser mantido de forma que não estrague. A umidade alta em galpões de armazenagem, por exemplo, pode resultar na mudança de aparência e consistência do alimento, provocando seu descarte.

O mesmo acontece no caso do etanol. Por ser um combustível, deve ser mantido com controles rígidos de temperatura e umidade. Se os níveis não forem regulados, a composição do combustível muda, tornando-se inutilizável.

Em seu armazenamento, também é necessário que haja o controle dessa umidade, pois pode causar prejuízos para a indústria e o consumidor.

O açúcar, por exemplo, passa por todo um processo de secagem até ser estocado. Durante este procedimento, é necessário que a umidade esteja entre 50% e 70%. A partir desse momento, ele será resfriado à temperatura de 20ºC com 50% de umidade. Após ser ensacado, o açúcar deve ser mantido a temperatura de 27ºC, com umidade relativa de 35%. Caso contrário, empedramento e fermentação serão consequências principalmente durantes os primeiros seis dias após sua maturação.

Esse tipo de alimento pode ainda amarelar ou adquirir uma consistência semelhante a de mel, que prejudica sua venda e consumo. Os riscos de contaminação por microrganismos nocivos, como fungos também é grande, levando ao descarte imediato.

Qualidade através do uso do Desidrat na armazenagem de etanol e açúcar

A medida que defeitos na aparência e consistência dos derivados da cana-de-açúcar se manifestam, maiores são as perdas e os custos gerados ao ter que lidar com as falhas nos processos de produção. A alta demanda desse mercado exige a otimização do trabalho manual para que todas as necessidades sejam atendidas.

Fenômenos físico-químicos não devem representar grandes obstáculos a produtores e nem atraso na entrega dos produtos aos consumidores finais. A evolução do mercado nacional e também internacional pede que os processos ocorram cada vez mais rápido e com uma margem de erro cada vez menor.

Além de mão de obra altamente qualificada, a cadeia de produção pede por equipamentos de alta tecnologia que tornem os processos mais ágeis diante do enorme potencial que o país apresenta para esse setor do agronegócio, assim como grãos, sementes, farináceos, entre outros.

Para tanto, o Desidrat se apresenta como uma solução aos problemas gerados pelo excesso de umidade e como prevenção contra contaminação de ambientes, falhas em máquinas industriais por corrosão e perda de documentos pela presença de mofo e bolor na área dos escritórios. Ou seja, trata-se de um desumidificador capaz de assegurar a segurança de todos os ambientes dentro de uma indústria ou comércio.

A indicação do desumidificador Desidrat é sempre feita através de uma análise minuciosa dos ambientes por parte de uma equipe técnica qualificada. E o controle de umidade através de um desumidificador de ar já faz parte de inúmeros setores industriais em diferentes regiões do país, como a Indústria algodoeira, Indústria do tabaco e também para produção de cervejas.

Consulte um de nossos vendedores para mais informações.

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Ao usar o formulário, você concorda com a nossa política de privacidade

Desumidificadores Desidrat.

Quem usou, aprovou!

Confira abaixo alguns de nossos desumidificadores para controle de umidade na indústria sucroalcooleira.

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para guardar estatísticas de visitas e assim melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar