Bolor: O que é, Causas, Características e como Evitar

Bolor: O que é, Causas, Características e como Evitar
Bolor: O que é, Causas, Características e como Evitar

O bolor é um inconveniente muito comum em casa. É caracterizado por manchas brancas ou acinzentadas, como acontece em roupas e estofados, ou esverdeado, comum em alimentos, mas pode surgir em diversas superfícies e causar uma série de danos materiais

E não é só isso: o bolor também pode causar crises de doenças respiratórias como asma, bronquite e rinite alérgica. Por isso, é importante manter o ambiente livre dele.

Mas, afinal, o que é bolor? O bolor é um tipo de bactéria?

Não, o bolor não é um tipo de bactéria. Na verdade, trata-se da proliferação de fungos que, na natureza, têm um papel fundamental para decompor materiais orgânicos.

Qual é a diferença entre bolor e mofo?

É comum associarmos o bolor ao mofo, já que ambos são tipos de fungos. Porém, o bolor é apenas o estágio inicial do mofo. Seu desenvolvimento acontece em ambientes com pouca luz e umidade alta, e pode afetar tanto a saúde, quanto os bens materiais.

Apesar de o bolor ser apenas o início do problema, é com ele que devemos tomar cuidado, já que o mofo aparece em seguida e, muitas vezes, faz com que a contaminação de objetos, alimentos, temperos e estruturas seja irreversível.

Onde o bolor aparece?

  • Bolores em alimentos

    Bolores em alimentos

    O Penicillium é o tipo de fungo que contamina os alimentos. Mais conhecido como “bolor de pão”, ele tem aparência esverdeada e pode contaminar também frutas e queijos. Apesar de alguns tipos de fungos serem utilizados intencionalmente nos alimentos, como nos queijos brie e gorgonzola, o consumo de algumas espécies é considerado prejudici

    O ideal é descartar o mantimento ao perceber a presença de bolor, já que sua parte visível é um indicativo de que o alimento já foi contaminado por completo.

    A ingestão de bolor pode causar dores estomacais, alergias e intoxicação alimentar, podendo ainda resultar em problemas graves de saúde.

  • Bolor na parede

    Bolor na parede

    A formação de bolor em paredes é comum em cômodos com alta umidade como o banheiro, por exemplo. O vapor do chuveiro torna o ar úmido e, se não for dissipado rapidamente, torna-se propício para que os microrganismos se desenvolvam na estrutura.

    O bolor provoca manchas escuras na parede, rejunte dos azulejos e também no teto, fazendo com que o ambiente também fique com mau cheiro. Além disso, a contaminação facilita o descascamento da tinta e resulta em um prejuízo muito maior caso não seja resolvido logo no início.

  • Bolor em armários

    Bolor em armários

    Tanto os armários da cozinha quanto os do banheiro estão sujeitos à contaminação por bolor. Por ficarem fechados a maioria do tempo, os fungos se proliferam facilmente, ainda mais por serem locais que retêm bastante umidade.

    O vapor causado durante o banho ou na preparação de alimentos faz com que a umidade dos ambientes seja maior que 60%, aumentando 40 vezes mais a proliferação de fungos e bactérias prejudiciais à saúde.

  • Bolor em móveis

    Bolor em móveis

    A proliferação de bolor em móveis de madeira e estofados acontece frequentemente em ambientes úmidos, especialmente por conta da proximidade dos móveis com a parede. Além da deterioração por conta da umidade em si, que pode causar estufamento, os microrganismos mancham os móveis, podendo até mesmo levar ao seu descarte total.

  • Bolor em roupas

    Bolor em roupas

    Quando as peças ficam muito tempo guardadas no guarda-roupa, o bolor se instala silenciosamente. O odor pode vir acompanhado de manchas brancas que são difíceis de remover.

    Alguns materiais, como o couro, podem apresentar manchas esverdeadas pela peça. Além disso, também é comum espirrarmos ao retirar as roupas do armário, pois os esporos dispersos pelo bolor ocasionam crises alérgicas ao serem inalados.

Como acabar com o bolor em casa

A contaminação por bolor pode e deve ser evitada, já que ela causa a proliferação de mofo, que é mais difícil de solucionar.

Porém, receitas caseiras, como o uso de vinagre branco na limpeza ou mesmo água sanitária, não são soluções definitivas, já que não impedem o desenvolvimento dos microrganismos e assim, após algum tempo eles retornam e contaminam novamente o ambiente.

O bolor ainda é prejudicial à saúde, pois não somente pode irritar as vias aéreas e desencadear alergias respiratórias, diminuindo a qualidade de vida do portador da doença, como também pode levar a intoxicações devido às substâncias tóxicas emitidas pelos fungos durante o processo de decomposição.

Para que a contaminação seja evitada, é necessário manter o ambiente sempre limpo e com a umidade controlada entre 50% e 60%. Esses níveis só são garantidos com o uso de um desumidificador de ar.

A linha residencial Desidrat possui desumidificadores que podem ser usados para controlar a umidade, desde compartimentos pequenos como gavetas e armários, até cômodos completos, evitando a proliferação de bolor e mofo, protegendo a saúde e os bens materiais da casa.

Entre em contato com um de nossos consultores e escolha o melhor Desidrat para sua casa!

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

Ao usar o formulário, você concorda com a nossa política de privacidade

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para guardar estatísticas de visitas e assim melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar