Setembro... O Pólen da Primavera

Setembro... O Pólen da Primavera
Setembro... O Pólen da Primavera

Setembro, o mês em que começa a primavera. A estação mais florida do ano, com belas paisagens, temperaturas amenas... E muitas pessoas espirrando, com nariz entupido e irritação na garganta. Isso mesmo, durante a primavera as crises alérgicas se tornam mais comuns e o controle de umidade se faz ainda mais necessário.

Acreditamos que, durante o inverno, os episódios de asma, rinite e sinusite se tornam mais freqüentes. Mas, não é bem assim. As baixas temperaturas e os ventos fortes, muito comuns durante esses meses, provocam aumento das crises alérgicas, mas isso não acontece só nessa época.

Com a chegada da primavera, um agente invisível a olho nu se torna muito mais comum no ar que respiramos, e é das flores que ele vem. O pólen é um grão microscópico que garante a reprodução de plantas, e logo, flores e frutos. Ele é de grande importância na manutenção da biodiversidade do nosso planeta.

 

 

E se você está se perguntando como ele faz isso, aqui vai uma explicação: os grãos microscópicos são produzidos pelo aparelho reprodutor masculino de uma planta e levados até outra com a ajuda de alguns agentes. São eles: o vento, a água, as abelhas, morcegos, borboletas e outros insetos. Exatamente por esse motivo que o pólen é encontrado em grande quantidade no ar que respiramos, na grama presente nos jardins e canteiros, em parques que freqüentamos e até mesmo nos vasos de flores dentro de casa. Mas, o organismo de algumas pessoas não reage tão bem a sua presença no ambiente. Diante do contato com os grãos que são invisíveis a olho nu, o sistema imunológico é acionado e um processo inflamatório na mucosa do nariz é iniciado. Uma reação exagerada começa a partir de então, caracterizando uma crise de rinite alérgica (veja como evitar).

Essa é uma doença já bem conhecida pelos brasileiros. Aqui, 30% dos adolescentes e mais de 20% das crianças já apresentaram algum sintoma de rinite alérgica. Mas, ainda assim, o pólen é uma das últimas substâncias lembradas como possível gatilho para a rinite.

Assim como ácaros (leia mais sobre) e fungos (conheça os fungos mais comuns), os grãos de pólen também são alérgenos e as crises de rinite provocadas por esse motivo são bem mais comuns do que imaginamos. Inclusive, nesses casos, a doença é conhecida como rinite sazonal. Coriza, espirros, obstrução nasal e até mesmo um incômodo ocular, semelhante à conjuntivite, são seus principais sintomas. E a asma (leia como prevenir as crises), outro problema respiratório bem conhecido por aqui, pode ser desencadeada em até 20% dos pacientes que apresentam alergia ao pólen.

De acordo com a ASBAI – Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, os casos são mais comuns no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. As condições climáticas e a vegetação dessa região favorecem a presença do pólen em grande quantidade, principalmente porque a vegetação natural dos estados foi substituída por plantas de pequeno porte, cujo potencial alergisante é bem maior do que das florestas.

Assim como no caso de todos os outros problemas de saúde, o acompanhamento médico é essencial, uma vez que só os profissionais saberão dar o diagnóstico correto para o seu caso e impedir que você confunda a doença com qualquer outro tipo de problema de saúde.

O tratamento, na maioria das vezes, é feito através do uso de anti-histamínicos e descongestionantes a base de corticóide para controlar e combater os sintomas.

Existem ainda algumas medidas que podem ser tomadas para impedir que pólen não provoque crises:

Alergia ao Pólen

Algumas pessoas optam ainda por eliminar todas as plantas que existem dentro de casa, manter o jardim livre de qualquer resquício de flores e deixar todas as janelas fechadas durante o dia e a noite.

Porém, uma dica valiosa principalmente nesses casos é manter a qualidade do ar dentro dos ambientes em que as pessoas com hipersensibilidade passam a maior parte do tempo. Através de três filtros, o Purifik Air retém 99,9% das impurezas do ar. Além do pólen, o purificador de ar elimina a fumaça proveniente de cigarros, pelos de animais e outros poluentes que também costumam causar rinite e asma.

Manter o ar livre de microrganismos e poluentes significa garantir a saúde de todos e evitar as crises alérgicas.

purificador de ar ajuda a evitar crises alérgicas

 

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco!

Erro: Preencha os campos obrigatórios.

© Thermomatic do Brasil | Otimização de Sites SEO - Marketing em Internet